“Meu mundo se tornou o meu quarto”: BTS faz discurso emocionante na 75º Assembleia Geral das Nações Unidas

O grupo sul-coreano BTS tem feito história com seus números surpreendentes de vendas e streams, após serem o primeiro grupo a alcançar o topo do Hot 100 da Billboard, por duas semanas consecutivas, os sete membros são convidados pela segunda vez a discursar na ONU.

Em 2018, o grupo lançou a campanha ‘Love Myself’, convidando a sociedade a dizerem os seus nomes e fazerem aquilo que amam, a aprenderem a amarem a si mesmos. Em 2020, o discurso teve como foco os momentos difíceis que estamos passando devido à Covid-19. Vestidos com lindos ternos, BTS nos levou às lágrimas com suas belas palavras.

A começar por RM, o líder do grupo, que relembrou o fato da turnê referente ao álbum ‘Map of the Soul : 7’ ter sido cancelada:

“Nossa turnê mundial foi cancelada, todos os nossos planos foram embora, e eu fiquei sozinho. Olhei pra cima, mas não conseguia ver as estrelas a noite.”, em seguida, Park Jimin completou “Fiquei sem esperança. Eu só podia olhar através da minha janela, só podia ir para o meu quarto. Em um dia, eu estava cantando e dançando com fãs ao redor do mundo, no outro, meu mundo se resumia ao meu quarto”

Jimin ainda disse que os membros conversaram sobre o que eles poderiam fazer nesse tempo difícil. A conversa se tornou no último single lançado, ‘Dynamite’, que nas palavras dos próprios membros, é uma injeção de energia nos fãs, que estão passando por períodos complicados. SUGA seguiu na mesma linha sobre a reviravolta que sua vida tomou com o cancelamento dos eventos presenciais, mas se lembrou que só não foi tão difícil pois “tínhamos nossos instrumentos, nossos celulares, e nossos fãs”.

Mostrando que, apesar de ser um dos artistas mais bem sucedidos atualmente, também é humano e sente tanto quanto nós, V compartilhou seus sentimentos sobre se sentir triste:

Me senti frustrado e depressivo, mas eu escrevi músicas e pensei sobre quem eu era. Eu pensei “Se eu desistir agora, então eu não sou a estrela da minha vida. Isso é algo que uma pessoa incrível faria.”

Durante a pandemia, o grupo começou a preparar o seu próximo álbum de estúdio programado para lançamento ainda esse ano, J-hope comentou sobre isso em sua parte do discurso:

“Não sei quem foi o primeiro, mas nós abraçamos todas essas emoções e começamos a fazer música juntos. Foi daí que a música veio, e nos fez ser honestos conosco.”

Jin foi o membro que ressaltou a importância de estar cercado de pessoas que amamos durante esses meses. O membro mais velho do grupo, Kim Seokjin, disse que “encontrei as pessoas que amo. Os outros membros, minha família, meus amigos. Encontrei a música que amo e encontrei a mim mesmo. Pensar no futuro é importante, mas manter-se feliz é o que é mais importante”.

Por sua vez, Jeon Jungkook relembrou um momento importante junto com o grupo:

“Uma noite estávamos trabalhando juntos e RM disse que ele não conseguia mais ver as estrelas, mas eu vi o meu reflexo na janela. Eu vi todos os nossos rostos. Nossas músicas se tornaram as histórias que queríamos contar uns para os outros. Nós vivemos na incerteza, mas na realidade, nada mudou. Se nossa voz pode trazer força para as pessoas, então é isso que queremos e é isso que iremos continuar a fazer.”

Com uma última mensagem de esperança, “a vida continua, vamos viver!”, o BTS deixou mais uma vez os fãs emocionados e orgulhosos dos meninos que saíram da Coreia do Sul para conquistar o mundo. Assista ao discurso do grupo na 75º Assembleia Geral da ONU:

Giovanna Santos

20 anos, estudante de Jornalismo e muito apaixonada pelo que faço. Amo músicas, séries e filmes <3 Instagram e Twitter: @gi_cavalcantii

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.