Taylor Swift critica postura de Donald Trump após atos violentos: “Supremacia branca e o racismo”

Direta! Taylor Swift criticou a postura do presidente norte-americano, Donald Trump, por ter ameaçado usar a força para conter os protestos em Minneapolis, no estado de Minnesota, por causa da morte do cidadão negro George Floyd por um policial branco.

Sua declaração forte veio em resposta a Trump ameaçando enviar a guarda nacional para Minneapolis, Minnesota, e afirmando que ‘quando os saques começam, os tiros começam’.

“Após inflamar a supremacia branca e o racismo durante todo o seu governo, você tem a coragem de fingir superioridade moral antes de ameaçar com violência?”, escreveu a cantora em seu Twitter.

De forma ética, ela reproduziu uma frase publicada por Trump na mesma rede social e afirmou que o presidente não será reeleito nas eleições presidenciais marcadas para novembro por conta das suas atitudes e forma cruel de governar.

“‘Quando os saques começam, os tiros começam’ [referência à frase usada por Trump]? Nós votaremos contra você em novembro”, continuou.

Taylor Swift quebrou seu silêncio sobre a política pouco antes das eleições de 2018, postando uma longa mensagem em sua página do Instagram incentivando seus milhões de seguidores a se registrarem para votar e declarando que votaria em candidatos democratas no Tennessee, incluindo o deputado Jim Cooper, sua casa nos EUA. Representante em Nashville, e candidato ao Senado dos EUA Phil Bredesen, que acabou perdendo para o agora senador Marsha Blackburn.

André Luiz Freitas

EDITOR DE CINEMA/TV - E aí, que tal falarmos sobre música, série e filmes? Me chama lá @andreluizfreitas_

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.