Mãe de Ariana Grande vence pedido judicial contra fã obcecado: “Ameaçou matar a minha filha”

Ontem, 5, uma juíza de Los Angeles concedeu a Ariana Grande e sua mãe, Joan Grande, uma ordem de restrição contra um fã obcecado que supostamente invadiu sua mansão em março, como confirmado por E! News.

A ordem de restrição de cinco anos deve expirar em maio de 2025 e exige que o rapaz fique a pelo menos 100 metros da estrela, sua família, seus animais, suas casas e veículos. De acordo com documentos obtidos pelo TMZ, Joan alegou que a polícia descobriu itens na mochila do rapaz.

“Descobriram notas na mochila [do homem] expressando raiva, vontade e ameaça de matar minha filha, Ariana Grande-Butera”, falou a mãe da cantora. “Sinto muito pela minha segurança e pela segurança da minha filha” e disse que sofria de “sofrimento emocional” e temia que ele viesse à sua casa futuramente.

 

Para quem não se lembra, no dia 14 de março, um rapaz de 20 anos foi preso por invasão. Segundo o TMZ , depois de supostamente bater na porta da casa de Ariana Grande em Beverly Hills e pedir para ver a cantora. A polícia também alegou que ele estava vasculhando o lixo da residência.

Desde que o incidente aconteceu, a cantora ainda não abordou a situação publicamente, mas, em vez disso, depois que a prisão foi feita, foi ao Twitter e pediu a seus milhões de seguidores que levassem a sério a atual pandemia de coronavírus e ficassem em segurança.

 

André Luiz Freitas

EDITOR DE CINEMA/TV - E aí, que tal falarmos sobre música, série e filmes? Me chama lá @andreluizfreitas_

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.