A Seleção: conheça as outras tentativas de filmes e seriados da história

A Netflix anunciou recentemente que comprou os direitos da franquia de livros “A Seleção” e os fãs celebram até agora está conquista. Porém, a plataforma não é a primeira a tentar transformar a história da Kiera Cass para as telinhas.

A saga teve o seu primeiro livro publicado em abril de 2012 e desde então, tivemos várias tentativas de adaptação, tanto para a televisão, quanto para o cinema. Nós separamos todo a jornada que a história percorreu até fechar o seu contrato com o streaming.

The CW – Era uma vez um seriado…

Ethan Peck (Zodiac/Mark Hanauer) | Aimee Teegarden (Instagram/@aimeeteegarden) | William Moseley (Reprodução/E!)

A primeira tentativa de adaptação foi feita em 2012 pela The CW, famosa por produções como: The Vampire Diaries, Supernatural, Riverdale e outros. Os direitos da trilogia (sim, dos primeiros 3 livros!) foram comprados pela emissora que logo começou a produzir um piloto com os seguintes atores: Aimee Teegarden (America); Ethan Peck (Maxon) e William Moseley (Aspen). Por motivos não divulgados, o piloto da série não foi aceito, fazendo com que os produtores cancelassem a produção e tentassem uma nova abordagem.

The CW – Tudo o que os fãs NÃO pediram

Após terem o piloto da primeira tentativa negado, a The CW resolveu mudar o tom do seriado e trouxe uma versão bem diferente do que os fãs queriam. Com um tom um pouco mais dark e com um elenco mais adulto: Yael Grobglas (América), Michael Malarkey (Maxon) e Lucien Laviscount (Aspen), o piloto do seriado também não foi aceito, tendo como justificativa dos produtores da emissora que a história ficou “pouco convincente”. Com nenhum dos dois pilotos aceitos, os direitos da trilogia voltaram para a autora Kiera Cass.

Warner – Nasce uma nova esperança

Reprodução/Warner Bros.

Depois de duas tentativas fracassadas, os fãs ficaram um tempinho ser ter notícias sobre uma possível adaptação. Em 2015, quando a Warner Bros., um dos maiores estúdios e responsáveis por franquias como: Harry Potter, O Senhor dos Anéis e o Universo DC, anunciou que tinha comprado os direitos da saga. Era tudo o que os fãs queriam!

A pré-produção começou logo em seguida e tudo estava caminhando muito bem. Infelizmente, o estúdio estava investindo em outros sucessos (a saga Animais Fantásticos e Onde Habitam e o universo DC) e o sonho de ver “A Seleção” nos cinemas foi ficando cada vez mais longe e engavetaram o projeto.

Foram cinco anos sem respostas sobre uma possível adaptação e os fãs nunca perderam a esperança, e hoje, podem comemorar a compra dos direitos pela Netflix.

No momento, a plataforma não divulgou muitos detalhes sobre a produção da saga. Porém, todos estão ansiosos para saber o que vem por aí.

Thatiane Molina

26, leonina, publicitária e apaixonada por cinema

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.